07 dezembro 2011

Keep Spinning - Spin´s EVS Project!

Hosting organization: Associação Spin para o Intercâmbio, Formação e Cooperação entre os Povos, Lisbon (2009-PT-28)
Project starts: 1st of June, 2012 
Project lasts: 9 and 6 months
Vacancies: 2 volunteers
Applications deadline: 16th of December 
Application consists of: CV + project-specific motivation letter. Finalists will be contacted for a video-conference interview by 21st of December, 2011
Application sent to: sve.spin@gmail.com

Association Spin is looking for 2 volunteers for a long term EVS project in Lisbon, Portugal. In your application please specify which department you are applying to.


European Programmes and Mobility Department (duration 9 months)
- Preparation of new project proposals on the frames of the Youth in Action Programme, Lifelong Learning Programme and others in the field of youth, training and education
- Coordination of EVS volunteers sending activities, such as assisting in the preparation for departure, travel arrangements
- Support in the organization and implementation of youth exchanges and trainings
- Help in the organization and active participation in information sessions in schools, seminars and conferences in order to promote the YiA programme
- Collaboration with fellow volunteer in Image and Communication Department
- Research and collect information about European opportunities for young people for the elaboration of the monthly newsletter/mailing and update information on the website

Image and Communication Department (duration 6 months)
- Preparation, formatting and mailing of the monthly newsletter
- Maintaining and updating all Spin’s communication channels
- The graphic design of the blog, website, brochures, posters, flyers and promotional materials for the organization and other publications organization using his/her creativity
- Documenting all Spin’s activities and dissemination of information
- General support in the activities of association

Regarding the projects with the local community, both volunteers will be engaged in the organization of cultural and social activities for young people, as well as in the inclusion projects held in the neighborhood. If they wish to, they may also propose their own initiatives and get engaged in the local community of Bairro da Horta Nova.

The volunteers are going to be members of our team and will work in an intercultural environment, both formal and non-formal. The volunteers will be encouraged to be proactive by designing and implement their own initiatives, with the Association's approval, on themes such as citizenship, human rights, intercultural dialogue and others of their interest.

The volunteers will have to share the room with another volunteer/student/young person. Volunteers will use public transportation on daily basis, but housing will be arranged in a convenient location not too far from the office.
The volunteers will receive an allowance for food and transportation and pocket money, which they manage by themselves.

Volunteers are expected to spend 35 hours a week working. Their timetable includes space for language lessons, days off, social activities and development of their own project ideas, etc.

Criteria and volunteer profile
The volunteers are not required to have any particular degree of formal education. We would like to host volunteers with positive attitude, tolerant, flexible, responsible, ready to work and eager to learn about new cultures and lifestyles. They must be over 18. Very important is volunteer’s interest in working with Spin in particular and commitment to the goals of the organization. Knowledge of Portuguese is not required, but is an advantage, especially for volunteer interested in communication department.

Selection procedure
All interested candidates are requested to send a CV and a project-specific Motivation Letter in English or Portuguese to sve.spin@gmail.com with a subject line KEEP SPINNING by 16th of December. Selected candidates will be contacted for scheduling a Skype interview by 21st of December.

If you would like to know Spin better, to see our office and hear about the experiences of our past EVS volunteers you could watch the video created by our board member:

06 dezembro 2011

Era uma vez uma Palestina não contada...

A experiência em Palestina de duas voluntárias Spin:

No próximo dia 13 de Dezembro, na livraria Ler Devagar, às 21h00, vamos partilhar algo que sabemos que deve ser ouvido. Histórias que trouxemos de uma intensa experiência de voluntariado num campo de refugiados na Palestina.

Através de uma sessão de storytelling e partilha de fotografias, pretendemos sensibilizar as pessoas para o que vimos na Palestina e em Israel e não vemos nos nossos órgãos de comunicação social. Mas como sensibilizar não chega, daremos às pessoas possibilidades de reagir através da assinatura de cartas e petições. Agradecemos a vossa presença e divulgação.

07 novembro 2011

mirthful beginning

 
It has passed some time now that I live with an idea about the city of Lisboa. Or better

yet, the idea of me living in this city.  We have ideas about every possible thing that exists in this world and is part of our knowledge, no matter if we actually perceived directly it or not, but we like to dwell only in few of them, the ones whose objects we would care to last indeterminately long because of the imaginary esthetics of space and behavior that take place in that ideas. In this way, time loses its power and space is no longer relevant, for we can, at any given moment, move in and move out of these imaginary cities without (tres)passing any borders or waiting to be allowed in. But for me, not all that constitutes this idea was created by mere imagination and intuition. Some parts of the map were inspired by actual person's telling from this city that I have met elsewhere.  The first of the months that passed, where I was becoming the city's dweller was a continuous approval or denial of preexisting idealizations.  As one dear friend will say, Lisbon becomes a city of memories built on the grounds of the ruins of personal desires and dreams.  It still gives birth to me, his stranger, and for this I find it to be a shelter, an escape towards something, not from something. For now I walk through the city's streets as an unknown silent shadow and busy folk speeding to the next bulletin points of an agenda with their eyes focused on the next step of their feet don't notice me until I pronounce a word in their language and only than is the mystery revealed: he is probably just another tourist. Well, it is true when Karl Krauss says that we exist through our language, but I refuse to exist as a tourist in a city I would rather call home. Tourists take pictures of themselves in front of monuments, squares and other attractions that, besides what they stand for and witness, do good for the economy of the country, and they run with their maps and guides to the next highlighted destination so to share it on social and tourist networks and give publicity advices which hotel is... and what restaurant is...what club... etc, etc. I rarely take photos, but the ones I do, are of our houses we live in that give life to the city, and of people I randomly encounter. I wonder the streets and often get lost so to remember how lost I actually am. I travel to places that are always new so to forget my inconstancy. Is it really some kind of tautological emotional nomadism? Is only our place of birth our home? In this temporary incertitude I'm fortunate to live, work and be surrounded by persons that help me see the city with many eyes and create an impression that is exclusively mine , for it is only through persons that we know and remember a place, a city, and we perceive it as a person as well. For now we remain strangers and the thrill is still on. Will I be able to call it home after the walls of intimacy are crushed, or it will remain just another nice place I've been to?  And than again, as my dear friend, I too, often ask myself, how many places of birth should a person have, so to escape death or the memories of the cities in which he lost someone?
Nenad

02 novembro 2011

My first two months as Spin´s volunteer

I'm Salvatore, from Italy and I just finished my first two months of Evs here in the Spin. These days have been very interesting for me.

I already had an experience in Lisbon, in 2006 when I came here for Erasmus for six months in the Universidade Nova. I loved this city, met lot of nice people so I decided to come back for the European Voluntary Service, to have a full view of the reality of this city. It is really very different kind of thing from as an Erasmus experience, but it is much better.

What I would like to do is to try to learn more about Portuguese language and culture, and growing up with my competences. This first days were full of new things, I still have to be accustomed at all of it but it is a good challenge for me. Working in the Spin office, preparing “Documenting Words” youth exchange, and the photographic exposition of the “Voluntas” youth exchange have been the main activities in these first days at Spin.

I also began my music lessons to the primary school of the neighbourhood of Horta Nova where the association is, witch gave me also the possibility to use my competences in music teaching, my job in Italy. This is for now my experience at Spin. I still have lot of time to know better and work more in this association, and I will for sure write soon more about it on this blog.

Salvatore

12 outubro 2011

EVS in Carnide, Lisbon

Associação Spin, acting as the coordinating organization, is currently looking for four volunteers for the October, 16th deadline. The hosting institution, Junta de Freguesia de Carnide, is the local administrative unit of the Carnide area in Lisbon. Here are all the information needed:
   
Project “EUR@CTION IN CARNIDE II”

Hosting Organization: Junta de Freguesia de Carnide – (2011-PT-5)
Coordinating Organization: Associação Spin, Lisbon (2009-PT-28)
Project EVS service dates: March – November 2012
Project lasts: 9 months
Vacancies: 4 volunteers
Application deadline: 16th October 2011!
Application consists of: CV + project-specific motivation letter. In some cases there may be a video-conference interview.
Application sent to: evsjunta.spin@gmail.com

The hosting institution, Junta de Freguesia de Carnide, is the local administrative unit of the Carnide area in Lisbon. The volunteers are going to work mainly in three of the Junta's departments and their tasks will depend on the department they are assigned to:

SENIOR ACADEMY (1 volunteer)
· Cooperate with Senior Academy's volunteers and Coordinators
· Support the cultural and recreational activities promoted in the Academy, such as language and dance classes
· Promote and implement cultural and recreational workshops for the seniors (ex: language teaching workshop, dance, handicrafts..)
· Participate and support the Organization of Senior's Arraial (Popular party);
· Support to organization and implementation of cultural visits;
· Participate in Elder's summer colonies;
In particular the volunteer will be involved in the planning and programming of activities developed in the Senior Academy and participate in them, by providing support to the Coordinators and volunteers and also through the preparation of own workshop initiatives with the Elders. The volunteer will also collaborate in the organization of cultural visits and recreational activities outdoors for the Seniors as well as provide support for the logistics and company to the Seniors.

EDUCATION DEPARTMENT (2 volunteers)
· Cooperate with the Education Coordinating Team
· Cooperate with the Trainers
· Facilitate and promote activities for children and school community
· Elaborate and implement new projects in the area of education
In particular, the volunteer will give support to families, children and youngsters in activities related to curricular improvement. They will also participate in organization of the children’s popular marches, the “Expressions Fair” event and the summer animations. The volunteer will be present in all of the educational projects developed during their stay.

CULTURE DEPARTMENT (1 volunteer)
· Cooperate with the Culture Coordinating Team
· Participate in organization of cultural events and activities for the local community
· Cooperate with formal and informal groups in the area of culture
· Elaborate and implement of new projects in the area of culture
In specific, the volunteer will help with the regular cultural events (exhibitions, debates, book launches and presentations, theater plays, concerts, etc.) in several spaces of the Junta de Freguesia, namely the Culture Center of Carnide, bandstand and parish historical center, Espaço Bento Martins and Carnide’s Arts Market. They will also support the organization of Carnide’s popular marches and celebrations and implement cultural activities in the several neighborhoods of the Carnide area.
Regardless of the department/project, the volunteers will also have the chance to participate in activities with senior/elder citizens. This voluntary work will be done in cooperation with the Senior Academy of the Junta de Freguesia de Carnide and may include accompanying cultural visits and organizing events.

One typical day of the volunteers may be:
11:00 – 13:00: General work in one of the three departments (Senior Academy, Education or Culture)
13:00 – 14:00: Lunch
14:00 – 17:30: Specific support to the Coordinating team of the chosen area (Youth, Education or Culture), developing and implementing the volunteers' own initiatives
19:00 – 20:30: Portuguese Language class

Concerning the stay of the EVS volunteers, the coordinating organization, Associação Spin, will provide the lodging in a flat as close to the workplace as possible. The volunteer might have to share the room with another volunteer/student/young person. A monthly allowance will be provided by the coordinating organization to cover food expenses and local public transportations, including also the pocket money.

Volunteers are expected to spend 30-35 hours a week working. Their daily timetable includes time for language lessons, lunch, social activities and development of their own project ideas, etc. They are entitled to two days off for every month of their voluntary work. At the end of their EVS, the volunteers will receive a Youthpass certificate.

Who are we looking for?
Volunteers aged 18-30 years, open minded, eager to learn about new cultures and lifestyles, as well as to participate in the proposed project activities with the local community. It is not required to have any particular degree of formal education, but to have positive and proactive attitude, show tolerance, flexibility, motivation and enthusiasm.

11 outubro 2011

A minha experiência SVE... so far

A minha história SVE demonstra como nem sempre é uma experiência fanstástica e que existem altos e baixos nesta aventura; muitas das vezes baixos. Que nem sempre chegamos ao nosso ponto de partida e encontramos um sítio maravilhoso, pessoas extraordinárias ou um trabalho que nos motiva. Pensamos que talvez não temos estômago suficiente para enfrentar o que nos espera e questionamos a nossa opção.

O meu SVE começou em Maio e saí de Portugal quando estava quase Verão e o mesmo esperava ao chegar à Grécia. Não aconteceu. Assim que cheguei a Prespa (aldeia Lemos), não estava ninguém nas ruas, chovia a potes e nenhum dos voluntários chegou para me receceber. Em volta só vi montanhas, casas de pedra e tractores. Nas ruas estreitas só havia um pequeno café (o único divertimento da Aldeia) e uma pequena loja.

Em casa tinha que saltar por cima de colchões e de sacos sujos com roupa até chegar ao quarto, e em toda a casa havia sinais de insecticida para ratos. Todos os dias teria que cortar lenha para tomar banho e para me aquecer, assim durante 1 ano que ali iria estar. Não consegui dormir e só pensava em ir-me embora no dia seguinte.
Durante semanas não tirei as roupas da Mala; olhava para a mala todos os dias e todos os dias pensava em sair de Prespa. Assim se passaram exactamente 3 semanas até que dei a mim mesma um prazo para ficar ou sair; para pensar se realmente valia a pena fazer SVE, ficar na Grécia, ficar em Prespa.

Ao fim de 3 semanas vi poderia perder tudo sem sequer tentar e que desistir nunca é solução. Decidi ficar.


Hoje, perto dos 5 meses de projecto vejo tantas diferenças em mim que me sinto crescer e ficar mais independente todos os dias. Sinto-me mais auto-confiante e consigo fazer coisas que antes nunca pensei fazer: corto lenha todos os dias, coordeno um projecto sozinha, consigo comunicar em grego com os locais, vou à montanha todos os fins-de-semana, nado no lago...

Esta breve história prova que nem sempre tudo corre conforme esperamos. O SVE não é linear. Tem altos e baixos, ensina-nos coisas que nunca pensámos aprender, aprendemos com os erros. Ficamos até mais fortes.

Não ter voltado as costas a Prespa ensinou-me mais do que agora posso compreender, mas vejo que os meus horizontes estão mais largos e sinto-me diferente da pessoa que saiu de Portugal.

Da minha história quero apenas transmitir que existem adversidades no SVE e que desses momentos menos bons também aprendemos e amadurecemos. Ainda que agora seja dificíl compreender.
Andreia

20 setembro 2011

Curso de Formação em Mentores SVE

De 04 a 09 de Setembro participei, através da Spin, num curso de formação internacional dedicado à formação de mentores SVE.  Este curso de formação teve lugar em Torri Superiore (Itália) e contou com a participação 15 de pessoas de 9 nacionalidades diferentes!

Durante uma semana trocaram-se impressões sobre o que é ser um “mentor SVE”, bem como a melhor forma de desempenhar este papel especial, e essencial, para o sucesso do Serviço Voluntário Europeu. Novas ideias surgiram e novas metodologias foram aprendidas, após uma semana de intenso trabalho e muita produtividade!

Este curso foi muito útil para mim na medida em que me forneceu uma nova perspectiva sobre o papel e as funções do Mentor SVE. Foi também muito importante a partilha de experiências entre todos os mentores SVE e a troca de boas práticas nas mais diversas situações. Todos os participantes tiveram oportunidade de expor as suas questões e de encontrar soluções conjuntas aos problemas que iam surgindo.

Tenho a certeza que, após este curso de formação, todos nós seremos melhores mentores para os nossos SVE!
Raquel Carvalho

19 setembro 2011

Projecto SVE já aprovado em La Zubia, Espanha

Temos uma vaga aberta num projecto SVE já aprovado em La Zubia, em Espanha (é uma vila a 5km de Granada)!

A estadia é de 9 meses; o projecto deve começar já em Maio. A organização de acolhimento é a Fundação Docete Omnes. As informações detalhadas acerca das actividades propostas ao voluntário encontram-se na página do projecto na base de dados do SVE.

A entrada do edifício principal da Fundação Docete Omnes.

Se estiverem interessados ou tiverem quaisquer perguntas, devem contactar-nos para sve.spin@gmail.com o mais cedo possível!

Erasmus Placement: a Ewa na Associação Spin

My name is Ewa and I am doing the last two weeks of my Erasmus Placement in Associação Spin.  I am very glad that I had such a great opportunity to spend a magnificent time with fantastic people!  My internship was invaluable experience and allowed me to write my own project which I hope will be approved! I really enjoyed coming to Spin’s office and to see my gorgeous tutor and other volunteers. The time here was incredibly fruitful and I learnt a lot! I will come back to Poland with new ideas and excellent experience which I would like to apply in my future endeavors in Poland.

In addition to working in Spin, I had an extraordinary rich social and cultural life. Lisbon is a wonderful place which has much to offer.  Twenty four hours were often not enough considering the variety of ways to spend my free time! People I met here were very open and we had an amazing time together.

My adventure started three months ago, it seemed to me that it is a lot of time. Now, I really regret that the time passed so quickly. Thank you Spin, thank you my friends, thank you Portugal!
Ewa

30 agosto 2011

Intercâmbio "Documenting Words"

Nos próximos dias 23 a 30 de Setembro 2011, Lisboa vai ser o cenário de um intercâmbio internacional de jovens que vai promover o diálogo intercultural, usando o vídeo como principal ferramenta.

Intitulado “Documenting Words”, este intercâmbio proporcionará a 30 jovens de 6 países (Bulgária, Eslovénia, Estónia, Grécia, Itália e Portugal) a oportunidade de fazerem parte de um projecto cinematográfico cujo resultado será um documentário sobre a temática dos idiomas e da sua relação com a cultura.

Durante o intercâmbio, os participantes farão parte da equipa técnica do documentário a produzir, sob a orientação de Ângelo González, jovem realizador e dirigente da Associação Spin, e explorarão questões como as diferenças culturais subjacentes ao uso de diferentes idiomas e de que forma os idiomas influenciam e são influenciados pela cultura.

Workshops, debates, entrevistas de rua, momentos “confessionais”, noites interculturais e muito cinema preencherão uma semana que será memorável. Consulta aqui o programa provisório do intercâmbio.

Cada grupo de jovens será formado por 5 participantes, normalmente com idades entre os 18 e os 25 anos, um dos quais será o líder de grupo. Excepcionalmente, poderão ser seleccionados participantes até 30 anos.

Os participantes do grupo português não têm qualquer custo, a não ser o pagamento ou actualização da quota de sócio da Associação Spin (fixada em 10€ para 2011), que deverá efectuado apenas após a selecção final. Todas as restantes despesas serão suportadas pelo financiamento do Programa Juventude em Acção, nomeadamente alojamento (todos os participantes, incluindo os portugueses, estarão alojados numa Pousada da Juventude em Lisboa), alimentação, transportes locais e participação nas actividades.

Se te interessas por cinema e pelas temáticas a abordar neste intercâmbio, não percas esta oportunidade de participar activamente na produção de um documentário e envia-nos a tua ficha de inscrição até 5 de Setembro.

Para informações gerais sobre os intercâmbios consulta o nosso site. Podes ver testemunhos, fotos e vídeos de intercâmbios anteriores aqui.

Para mais informações e inscrições neste intercâmbio, envia-nos um email para: intercambios.spin@gmail.com.

23 agosto 2011

Cria um logo, ganha uma experiência inesquecível!

Nova data-limite de candidatura: 5 de Setembro. Divulgação do resultado no dia 6 de Setembro.

A Spin está a promover, até ao próximo dia 5 de Setembro, um concurso para criação de um logótipo para os projectos a desenvolver na freguesia de Carnide no âmbito do Programa Bip/Zip. O concurso destina-se a jovens entre os 16 e 35 anos, residentes na freguesia de Carnide - Lisboa, e o vencedor terá direito a participar gratuitamente num intercâmbio juvenil no estrangeiro, incluindo viagem de ida e volta, alojamento, alimentação e transportes locais.

O Programa BIP/ZIP – Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária de Lisboa é uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa que visa dinamizar parcerias e pequenas intervenções locais de melhoria dos locais abrangidos, através do apoio a projectos levados a cabo por juntas de freguesia, associações locais, colectividades e organizações não governamentais, contribuindo para o reforço da coesão socio-territorial no município.

Em Carnide, o Programa conta com a Junta de Freguesia de Carnide como entidade promotora e com o envolvimento de diversas instituições aí sediadas (como é o caso da Associação Spin), que, entre outras actividades, apadrinharão os edifícios dos bairros Padre Cruz e da Horta Nova. As intervenções previstas incluem a realização de pequenas melhorias nos edifícios dos bairros abrangidos com o envolvimento da população, bem como outras actividades que pretendem estimular a participação da própria comunidade na melhoria das suas condições de vida e na valorização destes bairros.

O logótipo vencedor deste concurso sinalizará as intervenções a decorrer em Carnide no âmbito do Programa Bip/Zip e será utilizado nos seus documentos administrativos, formulários e materiais de divulgação, bem como nos edifícios de habitação que forem apadrinhados.

Se resides na freguesia de Carnide, participa neste concurso e habilita-te a participar gratuitamente numa experiência inesquecível, que te permitirá viajar até outro país, conhecer jovens de outros países e contactar com outras culturas.

Não percas tempo! Consulta aqui o Regulamento do concurso e dá asas à tua criatividade!

Para teres uma ideia da experiência de participar num intercâmbio internacional de jovens, visita o nosso site, onde encontrarás a descrição das actividades, fotos, vídeos e testemunhos de participantes em intercâmbios anteriores.

Para mais informações, contacta-nos através dos telefones 914 519 264 / 217 145 520, do e-mail spin.pt@gmail.com ou aparece na nossa sede, na Rua Herculano Pimentel, lote A-16 loja, no Bairro da Horta Nova.

19 agosto 2011

Blog da Patricia - directo de Wroclaw, Polónia

A nossa voluntária Patricia Fernandez partiu no passado dia 05 de Agosto para Wroclaw, na Polónia.

Foi o início do seu projecto de SVE! Uma grande aventura começa agora e a Patricia vai contar-nos no seu blog como tudo está a correr!

Segue-o atentamente aqui!

Patricia, vai-nos contando as novidades! :)


18 agosto 2011

12 meses na Noruega

A aventura
O meu encontro com o Serviço Voluntário Europeu deu-se como mero acaso do destino.

Foi num seminário apresentado por uma aluna da minha universidade que ouvi falar pela primeira vez do Serviço Voluntário Europeu.

Sempre quis viajar e sempre tive interesse em fazer trabalho voluntário. Então quando tomei conhecimento do SVE e do seu significado decidi participar.

O passo seguinte foi tentar encontrar uma organização de envio. Foi assim que conheci a Spin (a melhor organização de envio de sempre) a forma como eles me ajudaram com o todo o processo de candidatura fez reforçar a minha decisão de ser uma voluntária europeia e de aumentar o meu entusiasmo por esse novo desafio.

Mas todo este entusiasmo começou a esfriar-se quando participei no seminário de partida. Este seminário fez com que reflectisse sobre os novos desafios que ia viver e também de pensar no SVE de uma forma mais racional, até então não tinha pensado em eventuais dificuldades que podia encontrar.

Tenho de confessar que comecei a ter receios e duvidas que até essa altura não tinha experimentado. Mas quando cheguei a Noruega e comecei a participar no meu projecto todos os meus receios se desvaneceram.

A organização de acolhimento recebeu-me muito bem e apesar do projecto não se ter concretizado exactamente da forma como se constava no contrato do voluntário e de acordo com as minhas expectativas posso dizer que estou muito satisfeito por ter participado no “Stavne Projecto”.

Os desafios foram diversos, o mais importante foi talvez o facto de pela primeira vez ter vivido sozinha e de ser responsável por todas as minhas decisões. O desafio de ter de aprender uma nova língua e de adaptar-me a uma nova cultura não foi fácil mas gostei de o ter vivido.

O Serviço Voluntário Europeu permiti-nos viver novos desafios e desenvolver capacidades de adaptação a esses desafios. Pessoalmente posso citar a capacidade que tive de desenvolver nas primeiras semanas de adaptar ao sabor dos alimentos noruegueses e a outra situação foi a dificuldade em fazer novas amizades. Felizmente nesta altura posso dizer que consegui superar estes dois desafios.

Estou a escrever este texto a duas ou três semanas de terminar a minha aventura como voluntária europeia, e não sei o que o futuro me reserva mas sei que estas experiências vão estar comigo por onde quer que eu vá.
Maria Nazaré

17 agosto 2011

Intercâmbio Juvenil na Sicilia, Itália

Intercâmbio “Lemon - Legality, mobilitation, nature” em Motta di Sicillia, Sicilia (Itália)

Temas: Ambiente, questões sociais

Datas: 12 a 22 de Setembro 2011

Participantes: 4 jovens entre 18-25 anos e 1 líder de grupo

Condições: todos os custos com a alimentação, alojamento e actividades está coberto a 100%, o custo da viagem estará coberto em 90%!

Todos os participantes seleccionados deverão proceder à sua inscrição como sócios da Spin e/ou regularizar a sua quota para o ano de 2011.

Alojamento será feito em casas, em quartos partilhados, com outros participantes, água e electricidade; as refeições serão providenciadas por uma cooperativa social local.

Actividades: o programa inclui jogos de apresentação, quebra-gelos, visitas a locais de interesse na região, jantares/noites interculturais, encontros com os jovens locais e conhecimento de experiência de grupos sociais que gerem os bens confiscados à máfia para fins sociais, ajuda na apanha de limões e limpeza de campos, assim como workshops sobre estilo de vida sustentável… e outras actividades relacionadas com o tema que serão especificamente determinadas durante a Visita preparatória dos lideres do grupo.

Envia-nos a tua inscrição até dia 26 de Agosto para intercambios.spin@gmail.com

Os resultados da selecção serão enviados a todos os interessados até dia 29 de Agosto.

Não percas esta oportunidade!

09 agosto 2011

Serviço Voluntário Europeu: projectos aprovados!

Temos vagas abertas para vários projectos de voluntariado no âmbito do SVE – Serviço Voluntário Europeu na Polónia, Turquia e Chipre. Se queres viver uma experiência cívica e intercultural única, não percas esta oportunidade! Escolhe o teu projecto e envia um email para sve.spin@gmail.com até ao próximo dia 19 de Agosto com o teu CV e uma carta de motivação em anexo (ambos em inglês).


1. Projecto Fundação "Dom Pokoju", em Wroclaw, Polónia

A estadia é de 9 meses; o projecto deve começar já no início de Setembro!

A organização de acolhimento é o Infopunkt Nadobrze "Łokietka 5" que é um ponto de informação criado e gerido pela Fundação "Dom Pokoju". As informações gerais acerca do projecto encontram-se na sua página na base de dados do SVE!

Abaixo segue a descrição mais detalhada das actividades propostas ao voluntário:
Nadodrze district is the most neglected part of Wroclaw with special climate of 19th century tenement houses as well, plenty of dirty yards, where children play without any security. Our organization support Municipality's renovating program to stimulate development and attract district for tourist, artists and citizens, complementing process which usually pass the playground and social problems. 6 volunteers from Germany, France, Portugal, UK and Turkey will spend 9 months (September 2011 to May 2012) will join our team to look for solutions to change the image of the district and changing it as well and develop our Mobility Center promoting idea of mobility and building new opportunities for young people and seniors. Volunteers will have a chance to work together with local community and to be a part of it. Living in this district they will have an opportunity to notice its problems and discover its potential. Involving these young people from different countries, with lot of experiences and enthusiasm is innovation rescue for neglected district as well as an interesting and new experience for the group but also a big impact to strengthen the system supporting youth activities in range of EU mobility. Activities are based on “local community activation” and “open space” methods. First assumes that involving local community and using the simplest available measures connected with external influence is the est way to make a permanent and suitable, positive change of neglected area. Second one is usually practiced by our Center group and bring us various conclusions and common democratic achieved solutions. Project contains regular work in the Łokietka 5 Center for Mobility Center development (partners searching, presentation and conferences about mobility organization, meeting with beneficiares, conferences, creating new projects) and local activities - workshops, performances, yard actions, events, etc.

Filme sobre o último SVE : http://vimeo.com/23796041 (password : EVS_dompokoju)

Escritório da Fundação: http://lokietka5.pl/?pag


2. “Ecological Farm Visits”: SVE numa quinta biológica na Turquia

Temos uma vaga para um projecto de voluntariado numa quinta de agricultura biológica na Turquia, no âmbito do SVE – Serviço Voluntário Europeu. O projecto intitula-se “Ecological Farm Visits”, tem início a 1 de Setembro de 2011 e a duração de 12 meses.

Está inserido na rede “TaTuTa – Eco-Agro Tourism and Voluntary Knowledge and Skills Exchange on Organic Farms", promovida pela Bugday Association for Supporting Ecological Living, que compreende um conjunto de quintas na Turquia e proporciona a visitantes e voluntários, muitos dos quais provenientes de contextos urbanos, a possibilidade de experienciar o dia-a-dia numa quinta agrícola.

O voluntário deste projecto será acolhido na Quinta Dedetepe, em Küçükkuyu/Çanakkale, na região de Marmara (noroeste da Turquia), e espera-se que desempenhe as seguintes funções: - apoiar nas tarefas agrícolas da quinta; - orientar os hóspedes da quinta e voluntários de curta duração; - identificar oportunidades de financiamento para o desenvolvimento da rede TaTuTa; - organizar workshop sobre estilos de vida ecológicos;- promover actividades com as crianças;

O voluntário terá como família de acolhimento um dos membros da Bugday Association, Erkan, da sua mulher Tamahine e das suas duas filhas. O projecto inclui o alojamento em casas de madeira, em quartos partilhados com outros voluntários, e três refeições diárias conjuntas com a família, voluntários de curta duração e hóspedes, como é tradição na Turquia.


Na quinta são produzidos azeite e azeitonas biológicas, com recurso a energias alternativas, e funciona também um projecto educativo alternativo dirigido a crianças entre 1 e 3 anos. Recebem constantemente hóspedes e voluntários com os quais partilham valores e práticas ecológicas.


3. "European Ecological Pic-Nic" - Polónia

Foi aprovado pela Agência Nacional Polaca o projecto de SVE “European Ecological Pic-nic”! O projecto decorrerá em Mysłakowice, no sudoeste da Polónia e tem a duração de 6 meses, tendo início em 05 de Setembro de 2011 e término em 10 de Fevereiro de 2012.

O projecto terá lugar num centro socioeducativo para jovens (Ośrodek Szkolenia i Wychowania w Mysłakowicach) e o(a) voluntário(a) seleccionado terá como principais funções a organização do tempo livre dos jovens, sobretudo através de workshops artísticos e actividades relacionadas com a ecologia e a promoção de práticas de vida saudáveis. Vai também ajudar na organização de eventos e prática desportiva, bem como promoção de intercâmbios internacionais.

A presença do(a) voluntário(a) irá fomentar o gosto por diferentes línguas nestes jovens, bem como a curiosidade sobre outros países.


4. “Volunteer life through learning VL²”: SVE em Limassol, Chipre

Estamos à procura de voluntári@s para um projecto no centro de formação LCEducational, na cidade de Limassol, a segunda maior cidade do Chipre. O projecto terá uma duração de 12 meses, com início em Outubro de 2011.

O projecto permitirá aos voluntários participar nas actividades diárias do Centro e contribuir com as suas ideias e opiniões para os projectos desenvolvidos com outras organizações, ONG, municípios, comunidades locais, entre outros.

Algumas das actividades a realizar:

- Apoio administrativo e às tarefas correntes da sede do Centro;
- Apoio e participação em workshops e seminários organizados pelo LCEducational;
- Redacção de projectos;
- Participação activa em projectos sociais e educativos;
- Promover a participação de jovens em programas de mobilidade;
- Dinamizar actividades de formação e intercâmbio para jovens;
- Apoio à participação e divulgação em seminários sobre temas sociais e culturais, dirigidos a jovens e a profissionais;
- Promover e divulgar o Serviço Voluntário Europeu e o Programa Juventude em Acção.

Todas as actividades a realizar serão acordadas com os voluntários, que serão  encorajados a apresentarem as suas próprias propostas de iniciativas.

Os participantes terão a oportunidade de conhecer a cultura cipriota, adquirir competências pessoais, sociais e profissionais, sobretudo na área da educação, partilhar conhecimentos e aprender/melhorar os seus connhecimentos da língua grega.

Perfil pretendido dos voluntários:
- interesse por actividades ligadas a jovens, à cultura e à educação;
- flexibilidade e capacidade de adaptação a diferentes tarefas no Centro;
- entusiasmo e facilidade de relacionamento;
- conhecimentos de informática na óptica do utilizador (preferencialmente também em edição gráfica);
- domínio elevado da língua inglesa.

Se algum destes projectos despertou o teu interesse, não percas tempo! Envia um email para sve.spin@gmail.com até ao próximo dia 19 de Agosto, indica qual o projecto da tua preferência e junta em anexo o teu CV e uma carta de motivação (ambos em inglês). 

07 agosto 2011

Projecto SVE aprovado!

Foi aprovado pela Agência Nacional Polaca o projecto de SVE European Ecological Pic-nic!

Este é um projecto com a duração de 6 meses, tendo início em 05 de Setembro de 2011 e término em 10 de Fevereiro de 2012.

O projecto terá lugar num centro de jovens e o(a) voluntário(a) seleccionado terá como principais funções a organização do tempo livre dos jovens, sobretudo através de workshops artísticos, ecológico e para promoção de práticas de vida saudáveis. Vai também ajudar na organização de eventos e prática desportiva, bem como promoção de intercâmbios internacionais.

A presença do(a) voluntário(a) irá fomentar o gosto por diferentes línguas nestes jovens, bem como a curiosidade sobre outros países.

Para apresentares a tua candidatura a este projecto, envia um email para sve.spin@gmail.com até ao próximo dia 19 de Agosto, com carta de motivação e CV em inglês.

Não percas esta oportunidade!

05 agosto 2011

Estamos de volta no dia 15 de Agosto!

A Spin vai encerrar para umas curtas férias. Estaremos de volta no dia 15 de Agosto. Até lá podem contactar-nos através de correio electrónico para o nosso endereço spin.pt@gmail.com.

Até breve!

We’ll be back on the 15th!

Spin will now start a short holiday break. We will be back on August, 15th. Meanwhile you can reach us by email to spin.pt@gmail.com.

See you soon!

07 julho 2011

Projectos SVE aprovados!

Temos dois projectos SVE na Polónia aprovados para ti! Candidata-te até 10 de Julho!

1. Projecto “Multicultural Language Café”

Se quiseres fazer voluntariado durante 9 meses, com inicio em Agosto 2011 na Associação Semper Avanti em Wroclaw, envia o teu CV e carta de motivação (em inglês) para sve.spin@gmail.com.

Temos 1 vaga para um projecto de voluntariado sobre trabalho directo com crianças e jovens. Se és criativo, apaixonado e entusiasmado, com capacidade para implementar novas ideias e ter experiência de trabalho em grupo, contacta-nos. Esta pode ser uma das experiências mais importantes da tua vida!

Irás criar um Espaço de Ocupação de tempos livres para crianças e jovens onde poderás:

· Criar e gerir workshops na área do diálogo intercultural, tolerância e direitos humanos;

· Realizar actividades de animação para jovens durante os seus tempos livres
· Organizar actividades tais como debates, sessões de vídeos, apresentações, eventos culturais locais tais como realização de filmes, fotografia, exibições, karaoke, etc.


2. Projecto Fundação "Dom Pokoju"

A estadia é de 9 meses; o projecto deve começar já no início de Agosto! A organização de acolhimento é o Infopunkt Nadobrze "Łokietka 5" que é um ponto de informação criado e gerido pela Fundação "Dom Pokoju".

As informações gerais acerca do projecto encontram-se na sua página na base de dados do SVE!
Abaixo segue a descrição mais detalhada das actividades propostas ao voluntário:

Nadodrze district is the most neglected part of Wroclaw with special climate of 19th century tenement houses as well, plenty of dirty yards, where children play without any security. Our organization support Municipality's renovating program to stimulate development and attract district for tourist, artists and citizens, complementing process which usually pass the playground and social problems. 6 volunteers from Germany, France, Portugal, UK and Turkey will spend 9 months (August 2011 to April 2012) will join our team to look for solutions to change the image of the district and changing it as well and develop our Mobility Center promoting idea of mobility and building new opportunities for young people and seniors. Volunteers will have a chance to work together with local community and to be a part of it. Living in this district they will have an opportunity to notice its problems and discover its potential. Involving these young people from different countries, with lot of experiences and enthusiasm is innovation rescue for neglected district as well as an interesting and new experience for the group but also a big impact to strengthen the system supporting youth activities in range of EU mobility. Activities are based on “local community activation” and “open space” methods. First assumes that involving local community and using the simplest available measures connected with external influence is the est way to make a permanent and suitable, positive change of neglected area. Second one is usually practiced by our Center group and bring us various conclusions and common democratic achieved solutions. Project contains regular work in the Łokietka 5 Center for Mobility Center
development (partners searching, presentation and conferences about mobility organization, meeting with beneficiares, conferences, creating new projects) and local activities - workshops, performances, yard actions, events, etc.

Filme sobre o último SVE : http://vimeo.com/23796041 (password : EVS_dompokoju)

Escritório da Fundação: http://lokietka5.pl/?pag


Ficamos à espera da tua candidatura para 1 ou os 2 projectos, até dia 10 de Julho!

Se precisares de mais alguma informação não hesites em contactar para sve.spin@gmail.com ou 914519264 ou 217145520.

SVE em Edimburgo

Esta aventura começou de forma quase acidental, tendo ouvido falar do Serviço Voluntário Europeu e, apenas com a curiosidade despertada pelo nome, pesquisei mais sobre o projecto, decidi candidatar-me e tentar a minha sorte.

Com a ajuda da SPIN, aterrei em Edimburgo no início de Março para seis meses num projecto de Serviço Voluntário Europeu num pequeno recanto encantado chamado “The Forest”.

O Forest

As minhas funções no Forest são as de coordenação dos voluntários. De duas em duas semanas organizo inductions para os novos voluntários onde lhes explico o que é o Forest e apresento-lhes o espaço.

Explicar o Forest é difícil pois é um projecto tão único quanto cada pessoa que o constitui e a verdadeira chave para entender o funcionamento deste espaço é tomar parte nele.

Formalmente, aquilo que apresento aos novos voluntários é um espaço para artes e eventos e apoio aos artistas e à comunidade local, sem qualquer custo – tanto os eventos e workshops como os espaços – a galeria, a Darkroom para desenvolver fotografias, as Caves para bandas ensaiarem/gravarem, o Hall para grandes eventos, etc. Tudo isto é financiado pelo café vegetariano que funciona no Forest, uma vez que não recebemos qualquer outro tipo de financiamento para estes espaços como bolsas ou fundos do City Council.

Um dos espaços mais populares é o palco para eventos todos os dias da semana durante todo o dia, seja um filme, um concerto ou uma audição para um filme, tudo o que o que é necessário fazer é agendar no livro dos eventos e aparecer com algo de extraordinário para partilhar.

O Forest é 99% movido por voluntários (existem no momento cinco pessoas pagas pelo Forest para funções administrativas como contabilidade ou gestão do projecto de SVE), num colectivo de estrutura hierárquica horizontal e de decisão por consenso.

Essa é a definição formal.

A minha definição para o Forest é a de um projecto extraordinário, moldado ao pormenor pelas pessoas únicas que o construíram, por todos os que aqui passaram e deixaram algo de si. É um projecto que dá de volta tanto quanto colocamos nele. Por vezes pode ser um pouco caótico mas todo o esforço compensa em pequenos momentos espontâneos e extraordinários. Todos os dias são uma surpresa e nunca se sabe o que pode acontecer – por vezes os Sábados à noite são calmos e sem nada de especial a acontecer e, inesperadamente, temos um concerto extraordinário numa Terça-feira (lembro-me, por exemplo, de um final de tarde em que, sem aviso, tivemos uma dezena de pianos Casio espalhados pelo Forest, com grandes parafusos pressionando teclas diferentes – que qualquer pessoa podia alterar em qualquer momento – criando um interactivo efeito sonoro… surreal).

O Forest é isto mesmo: abre espaço para todo o tipo de experiências criativas, muitas vezes numa dinâmica de tentativa-erro: por vezes um fracasso mas, quando bem sucedidas, não podiam ser uma melhor surpresa.

Aqui já tive a oportunidade de experimentar aulas de neerlandês, dança contemporânea, screeprinting, dei por mim de chave de fendas na mão a reparar uma teimosa máquina de plastificar ou de agulha a jeito para fazer pequenos cadernos. Com uma das minhas flatmates, Lien, criei um podcast, ligeiramente (eufemismo!) surreal. De vez em quando puxo pela criatividade para fazer posters e este mês tenho um pequeno rabisco da minha autoria na capa do programa mensal de eventos no Forest.

Por vezes temos grandes eventos com muitas caras novas no Forest como os movimentados eventos de música e leitura de poesia pelos autores ou as Ceilidh, longos eventos com danças tradicionais escocesas que duram tanto quanta for a energia dos participantes. Outras transformam-se numa festa com as caras habituais como as noites de karaoke ou pub quiz. Também já organizei alguns: Crazy Train playlist com os piores/melhores videoclips de sempre, Tea Celebration Day com um menu especial de chá, chapéus e espaço para quem quisesse deixar a sua marca artística com tinta da China em várias mesas. A imaginação e a energia são o limite.

Habitualmente faço o caminho entre o Forest e o meu apartamento a pé. Tenho a possibilidade de usar o autocarro e é fácil arranjar uma bicicleta nesta cidade, mas durante aqueles vinte minutos de caminhada, habitualmente a ouvir música, tenho tempo de arrumar as ideias, apreciar Edimburgo e a vida aqui. Não sei dizer ao certo em que dia mas sei que a decisão surgiu tão naturalmente como o caminho para casa, a ouvir música e envolvida pelo ambiente de um final do dia aqui: decidi ficar em Edimburgo depois de terminar o SVE, por mais uns meses talvez – trabalhar, estudar, neste momento tenho todas as opções ainda em aberto.

O Forest prepara-se para uma nova fase na sua história uma vez que o edifício onde estamos agora foi vendido e temos de sair no início de Setembro. Esta é uma das razões pelas quais quero ficar: quero definitivamente estar envolvida no novo capítulo do Forest, tomar parte no que aí vem e contribuir para a energia que vamos precisar para escrever este novo momento.

Estou cada vez mais envolvida no Forest e é impossível não deixar de me sentir realizada quando as caras que fazem o Forest reagem com um sorriso feliz à notícia de que vou ficar depois do SVE e pretendo continuar envolvida neste projecto tanto quanto me for possível. Num projecto tão vincado pelas pessoas que o constroem, não podia sentir-me melhor neste momento enquanto mais uma peça do puzzle que é este colectivo.

"A city so beautiful that it breaks the heart again and again."

Não pretendo nunca limitar as minhas opções e aquilo que quero conhecer mas neste momento sinto-me muito bem nesta cidade e Edimburgo tem muito para ser o espaço ideal para mim. Apesar de ser uma cidade, é relativamente “familiar” e é fácil atravessar a área onde vivo até ao Forest e cruzar-me com muitas caras conhecidas (ao fim de dois meses no Forest, o Facebook ameaçou bloquear-me a conta porque estava a adicionar demasiados novos amigos…).

Há uma mistura perfeita entre a cidade e a Natureza, com grandes extensões de verde ideais para passeios e picnics a dois passos do centro da cidade. A arquitectura da cidade é especial, mais horizontal do que vertical e dominada por edifícios relativamente antigos (ao contrário, por exemplo, de Glasgow com grandes torres envidraçadas e um ambiente mais urbano), pequenos recantos e ruelas, pontes sobre níveis inferiores da cidade com Edimburgo a cruzar-se sobre si própria. O próprio ambiente cultural e de espírito diy (do it yourself) é vibrante e o incentivo ao empreendedorismo motivador.
É impossível não sentir saudades da família, dos amigos e de Portugal mas a Internet, as redes sociais, os postais, os telefones e as viagens low-cost sempre vão ajudando a atenuar a distância. Os últimos quatro meses têm sido nada abaixo de extraordinários e a minha candidatura para o SVE foi uma decisão que valeu todo o esforço e devo tudo à SPIN e ao Forest por todo o apoio que me têm dado e a oportunidade que me ofereceram. Este é, definitivamente, um novo capítulo na minha vida e não podia estar mais feliz por o ter entrelaçado com o Forest e Edimburgo.

                                                Margarida Jorge